COMO VALIDAR SUA IDEIA DE NEGÓCIO SEM GASTAR DINHEIRO

No Brasil, principalmente, que é um país repleto de pessoas criativas, a maioria das pessoas tem inúmeras ideias de negócios, todos os dias talvez, que no mundo das idéias parece ser um sucesso. Mas que de fato a pessoa nunca colocou em prática para validar a idéia.

Ou a pessoa simplesmente teve a idéia, mas seguiu a vida sem mais voltar na reflexão ou testou alguma prática para validar a ideia e talvez não foi a melhor forma e acabou desistindo. E de fato, tem várias coisas que não funcionaram, fazem as pessoas perder tempo e no pior caso, perder dinheiro.

Essa infelizmente é a história de muitos empresários. Você tem uma ideia, começa a trabalhar nela, ninguém se interessa e o empreendedor desiste. Mas o empreendedorismo não é algo que você faz e sim é algo que você é.
Então, para auxiliar os empreendedores a testarem o potencial de negócio de suas ideias para que você valide sua ideia.
A melhor parte é que você não precisa gastar dinheiro neste processo. Você só precisa de um impulso para ter sucesso.

Vamos as quatro etapas que você pode aplicar para testar suas ideias de negócios.

Etapa 1: verifique se há um mercado existente

Se ninguém mais está oferecendo o produto OU serviço em que você está pensando, provavelmente não é uma ideia lucrativa. Claro, isso não significa que seja uma má ideia!
Existem duas possibilidades se sua ideia não existe no mundo: ninguém a executou em grande escala – o que é uma ótima oportunidade a ser testada; ou a ideia não é lucrativa.

Um negócio de sucesso geralmente mostra que existe demanda. Então para aumentar as chances de sucesso nos negócios, você precisa saber que tipo de negócio realmente gera dinheiro.

Importante destacar que só porque você vê algumas respostas positivas em uma postagem de mídia social sobre um produto, não significa que as pessoas vão realmente comprá-lo.

Porém uma empresa existente com clientes pagantes mostra que as pessoas realmente desejam e precisam desse produto ou serviço. O bom é que você não precisa gastar um centavo para fazer esse tipo de pesquisa.

Então nesta primeira etapa pesquise para descobrir se há um mercado para o que você deseja fazer.

Etapa 2: divulgue sua ideia com outros empreendedores

A definição de caixa de ressonância, não sei se você já ouviu esse termo, mas é quando “uma pessoa ou grupo cujas reações às idéias sugeridas são usadas como um teste de sua validade ou provável sucesso antes de serem tornadas públicas”.

É interessante falar com pessoas que fizeram algo semelhante no passado; pessoas que passaram pelos mesmos problemas e que agora podem lhe dar uma visão prática sobre o que fazer e o que evitar na sua ideia de negócio.

Claro que é inevitável cometer erros em sua jornada de negócios, mas isso ajuda a evitar os erros usuais que outras pessoas cometeram antes de você.

Para isso, você pode pesquisar coisas no Google e tentar aprender tudo sozinho, mas uma comunidade pode melhorar significativamente sua curva de aprendizado.

Então, onde você pode encontrar esses empreendedores para embasar sua ideia?

Se você está cercado por empresários experientes ótimo, mas talvez para a maioria das pessoas o normal é contar com amigos e familiares que podem não ser tão conhecedores de negócios quanto necessário. Nesse ponto, as comunidades online podem ajudar. Você pode entrar em contato com fóruns ou grupos de mídia social que estejam de acordo com seus interesses comerciais.

Caso você não ache alguma comunidade legal, você pode criar sua própria comunidade ou entrar em contato com os empreendedores individualmente. Basta pedir conselhos às pessoas! A maioria das pessoas fica feliz em compartilhar suas experiências.

Etapa 3: crie uma página de destino e obtenha inscrições

Vamos imaginar que sua ideia tenha um mercado já existente e as pessoas estejam, na verdade, pagando por produtos ou serviços semelhantes.

Porém você veio com uma oferta única que é diferente do que está disponível.

Bom, então você perguntou a outros empreendedores, recebeu bons comentários e aplicou tudo o que aprendeu criando uma oferta diferenciada.

Isso significa que sua ideia de negócio tem potencial. Agora, você deseja ver o que seus clientes em potencial farão. Eles estarão interessados o suficiente no seu produto ou serviço para ter o trabalho de se inscrever na lista de espera?

Bom, para colocar esta etapa em prática, você precisa de duas coisas:

A primeira é ter uma página de destino.

É aqui que você convencerá as pessoas a se inscreverem.

Deve enviar a mensagem certa e apresentar o seu produto ou serviço da melhor maneira possível. Você não pode bagunçar isso. Sua ideia não alcançará (muito menos convencerá) ninguém se sua página de destino for ruim. Existem muitas ferramentas que você pode usar para criar uma página de destino para sua ideia.

A segunda etapa é ter um provedor de e-mail.

Você precisa de um provedor de e-mail para capturar esses e-mails. Eu recomendo fortemente procurar um serviço com boa automação e recursos de planejamento de campanha eficientes, tem vários no mercado.

E lembre-se de usar os testes gratuitos que quase todas as empresas de software oferecem!

Por fim, a etapa 4. É hora de lançar um MVP.

Sua ideia foi testada e as pessoas estão se inscrevendo em sua lista de espera. É aqui que a maioria dos empreendedores digitais erra. A maioria demoram muito para lançar seu produto ou serviço, principalmente porque tentam fazer tudo sozinhos ao invés de contar com profissionais experientes para ganhar agilidade, tempo e mentoria.

É precisa lutar contra a mentalidade de querer ficar aperfeiçoando o produto ou ficar fazendo mais pesquisa.

Não. Você precisa lançar. Basta criar um produto mínimo viável. Ênfase no mínimo – não o produto mais perfeito e melhor do mundo! O importante é colocar no mercado.

O ideal é trabalhar na experiência do cliente. Isso pode não parecer um grande negócio a princípio, mas uma página que carrega muito tempo ou um carrinho de compras que dá um loop em um erro pode facilmente desencorajar o comprador.

Você deseja que tudo seja profissional e perfeito. Dessa forma você atingiu o patamar de negócio e sua ideia mais promissora está decolando. Parabéns!

O grande ponto deste vídeo é a reflexão de que grandes ideias não vão a lugar nenhum por conta própria. É tentador fantasiar sobre ter liberdade e ganhar a vida com seu negócio. Mas as ideias que parecem boas em nossas mentes não funcionam necessariamente na realidade. Portanto, se você realmente deseja colocar em prática sua ideia, a melhor coisa a fazer é testá-la rapidamente no mundo real. Isso aumentará suas chances de sucesso real.

Espero que tenha gostado das dicas e que sua ideia se torne um negócio de sucesso.

Comente abaixo quais ideias já teve e não conseguiu testar. Quais ideias improváveis viu virar negócios promissores e qual seu negócio que perseverou.

Aproveite e assine o canal, ative o sininho para ser notificado sobre novos conteúdos.

Mais informações sobre negócios digitais e técnicas para melhorar seu negócio você acompanha no instagram @incucaviva.

Até mais.

Referências

Curso sobre SWOT e outros https://play.incuca.net/courses/criacao-e-validacao-de-negocios-na-internet/