Os negócios digitais que utilizam push notifications para enviar alertas para seus usuários precisarão instruí-los a permitir os pop-ups de alertas de agora em diante pelo bloqueio de notificações no Firefox e Chrome.

https://www.youtube.com/watch?v=YYa3G8F4qG0&feature=youtu.be

As notificações no navegador, muito comuns na maioria dos sites será bloqueada por padrão no Firefox e Chrome nas próximas versões. O motivo é o uso indiscriminado das push notfications e o uso dessas para espalhar malwares e spans.

As empresas utilizam as notificações push para comunicar ofertas e promoções, informar sobre atualizações e convidar o usuário a utilizar o app ou site.

O que é push notification?

As notificação push ou push notifications são mensagens de alerta enviadas automáticamente para os usuários pelo navegador ou aplicativos. Essas notificações são mostradas sempre que o usuário entrar em sites com propagandas de marketing uma vez que facilitam a entrega de conteúdos publicitários.

Porém, as notificações estavam sendo usadas para enviar malwares e spans aos usuários e foram desativadas por padrão.

Como foi realizado o teste para avaliar a decisão de bloqueio de notificações no Firefox e Chrome?

Os avisos de notificação são muito impopulares e tiveram seu papel de uso moderado no seu lançamento, mas pesquisas feitas recentemete mostram que cerca de 99% dos prompts de notificação não são aceitos, sendo 48% negados ativamente pelo usuário. Isso é ainda pior do que o que vimos no Nightly e mostra uma imagem terrível da experiência do usuário na web. Para adicionar dados de telemetria relacionados, durante um único mês do Firefox 63 Release, um total de 1,45 bilhão de avisos foi exibido aos usuários, dos quais apenas 23,66 milhões foram aceitos. Ou seja, para cada solicitação aceita, sessenta são negadas ou ignoradas. Em cerca de 500 milhões de casos durante esse mês, os usuários realmente gastaram tempo para clicar em “Agora não”.

É improvável que os usuários aceitem um prompt quando ele for exibido mais de uma vez no mesmo site. Demos aos sites anteriormente a capacidade de solicitar notificações aos usuários sempre que eles visitam um site em uma nova guia. A suposição subjacente de que os usuários gostariam de fazer várias visitas para decidir se mostra errada. Como observa Felix, cerca de 85% dos prompts foram aceitos sem que o usuário tivesse clicado anteriormente em “Agora não”.

A maioria dos avisos de notificação não segue a interação do usuário. Especialmente na versão, o número geral de prompts que já são compatíveis com esta intervenção é muito baixo.

Os prompts mostrados como resultado da interação do usuário têm métricas de interação significativamente melhores. Este é um assunto importante. Juntamente com a redução significativa no volume geral, podemos ver uma taxa significativamente melhor de decisões de permissão pela primeira vez (52%) após impor a interação do usuário no Nightly. O mesmo pode ser observado para os prompts com interação do usuário em nosso estudo do Release, em que os usuários existentes aceitarão 24% dos prompts pela primeira vez com a interação do usuário e os novos usuários aceitarão 56% dos prompts pela primeira vez com a interação do usuário.

O Chrome está também realizando testes e deve bloquear por padrão as notificação na próxima versão.

Material complementar

https://tecnoblog.net/313280/chrome-firefox-ocultar-pedidos-notificacoes-sites/

Dicas para editores web

https://aws.amazon.com/pt/pinpoint/push-notification-services/

Enviar sugestões de assuntos e votar em tópicos para próxima semana

Acesse @incucaviva em https://www.instagram.com/incucaviva/